10 Curiosidades Sobre Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick


Um dos filmes com maior bilheteria de 1971, seu ano de estreia, Laranja Mecânica (A Clockwork Orange) atravessou gerações e conquista fãs até hoje. Baseado no livro homônimo de Anthony Burgess e dirigido por Stanley Kubrick, o filme gerou polêmica e comoção ao ser lançado. Aproveite para conferir dez curiosidades sobre esta obra icônica da sétima arte: 

1) Ao contrário do que muitos acham, Laranja Mecânica nunca foi banido no Reino Unido. Originalmente, o filme recebeu censura “X” no país em 1971. Foi então em 1973 que o próprio diretor encerrou a distribuição do filme, removendo-o do mercado. Um dos motivos que o levou a retirar o filme de circulação foi a enorme quantidade de ameaças de morte que ele e a família receberam após o lançamento. Nos anos 80 e 90, quem quisesse assistir ao longa tinha que comprar em lojas de outros países, como a França. O filme só foi relançado no Reino Unido em 2000, após a morte de Kubrick, e recebeu censura de 18 anos.


2) No Brasil, o filme ficou na lista de obras proibidas pela censura. Para assistir ao longa era preciso ir a países vizinhos, como o Uruguai. Eventualmente ele foi liberado, mas mesmo assim foi exibido com tarjas pretas nas cenas de nudez, com censura 18 anos. 

3) Anthony Burgess, autor do livro homônimo ao qual o filme foi baseado, inicialmente vendeu os direitos do filme para... Mick Jagger! E por apenas 500 dólares. A ideia do cantor era que sua banda, The Rolling Stones, atuasse como os droogs, mas logo depois ele revendeu os direitos por um valor muito mais alto.


4) A cobra, Basil, foi introduzida no longa por Stanley Kubrick quando ele descobriu que o ator Malcolm McDowell tinha medo de répteis. A intenção do diretor era fazer o personagem de McDowell parecer mais intimidador e claro, era uma piada. 

5) A cena em que Alex DeLarge canta a famosa “Singin' in the Rain” enquanto ataca o escritor e sua esposa não estava no roteiro, o que inclusive já foi falado aqui. Stanley Kubrick passou quatro dias experimentando com essa cena. Finalmente, ele abordou McDowell e perguntou se ele sabia dançar. Quando tentaram a cena novamente, McDowell estava dançando e cantando a única música que ele lembrava. A cena agradou a Kubrick e ele teve que comprar os direitos de “Singing in the Rain” por 10 mil dólares.

6) McDowell conheceu Gene Kelly, cantor de “Singin' in the Rain”, anos depois. Durante esse encontro, Kelly o ignorou e foi embora enojado. Ele ficou extremamente chateado pelo jeito como sua música icônica havia sido retratada em Laranja Mecânica.

7) Durante a cenas em que Alex, personagem de McDowell, é submetido ao tratamento Ludovico, os olhos do ator estavam anestesiados para que ele conseguisse gravar por longos períodos de tempo sem sentir muito desconforto. Mas mesmo assim, as suas córneas foram arranhadas repetidas vezes pelos pequenos ganchos e o ator ficou sem enxergar por um tempo.

8) O primeiro corte feito pelo diretor Stanley Kubrick tinha quatro horas. Depois disso, ele resolveu contratar diversos editores assistentes e chegou aos 136 minutos finais. Todo o material não usado no filme foi destruído por Kubrick e seu assistente.


9) A cena do estupro foi uma das mais difíceis de ser gravadas, especialmente por que a atriz que inicialmente tinha sido escolhida largou o projeto por conta da pressão. Quem conseguiu o papel então foi a atriz Adrienne Corri. E antes de gravar a cena, a atriz foi até McDowell e disse: “Bom, Malcolm, hoje você vai descobrir que eu realmente sou ruiva”. 

10) A língua falada por Alex e seus droogs, Nadsat, foi inventada pelo autor Anthony Burgess e é uma mistura de inglês, russo e gírias. Inicialmente, Kubrick ficou com medo de que tivessem usado muito da língua e o filme se tornasse inacessível. A edição original do livro sofreu críticas similares, e um glossário de Nadsat foi adicionado em edições seguintes.

Extras


11) A cena final foi feita após 74 takes. 

12) De acordo com McDowell, em comentário no DVD lançado em 2007, a cena acelerada de sexo foi originalmente filmada em apenas um take que durou 28 minutos.


E aí, quais dessas curiosidades vocês já conheciam? Compartilhe com a gente!
--

365 Filmes +Conteúdo +Notícias +Produtos +Cinema

A 365 Filmes é um conjunto de ferramentas que juntas formam um espaço totalmente voltado para o cinema. Seja através do conteúdo do blog, das notícias nas redes sociais ou dos produtos de nossa loja exclusivamente criados para os amantes da sétima arte, nossa motivação é divulgar, incentivar e inspirar cada vez mais cinema.